Express

Como desenvolver a cultura do feedback na sua empresa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Em meio a um mercado profissional cada vez mais competitivo, manter a motivação dos colaboradores é um dos grandes desafios de todas as empresas. A preocupação com a saúde mental dos funcionários é assunto sério: conforme a Organização Mundial de Saúde, os transtornos mentais acometem mais de 30% dos trabalhadores ocupados atualmente e serão a principal causa de incapacidade até 2020.

 

Para amenizar esse cenário e melhorar o ambiente profissional, é fundamental que as empresas implementem a cultura do feedback. Essa estratégia consiste, basicamente, na prática do diálogo com as equipes. Nessas conversas, o desempenho dos setores e dos colaboradores deve ser analisado e aprofundado.

O feedback é essencial para orientar o funcionário sobre os pontos positivos e negativos do seu trabalho. Dessa forma, a performance profissional tende a melhorar. O colaborador não é o único a se beneficiar dessa estratégia: nas conversas, os gestores também passam a conhecer com mais profundidade quais são as dificuldades que as equipes encontram em sua rotina e, assim, podem realizar mudanças com mais eficiência.

Mas como realizar um bom feedback?

Embora boa parte das empresas já reconheça os benefícios de um bom feedback, poucos gestores conseguem realizar essa atividade com maestria. Confira abaixo três dicas para realizar um feedback com sucesso:

 

* Seja transparente e tenha empatia

 

O feedback não pode parecer uma obrigação para o gestor, sendo realizado de forma robótica e fria. Quando isso ocorre, a motivação do colaborador fica pior do que estava. O gestor deve ser sincero, transparente e ter empatia com o funcionário.

 

Apesar da conversa ser profissional, é fundamental entender que existe um relacionamento entre as pessoas na empresa. Por esse motivo, evite situações de desconforto durante o feedback: foque as críticas em fatos, sem falar muito sobre os funcionários em si. Os pontos negativos precisam ser voltados apenas para a forma de trabalho e não para a pessoa.

 

* Ouça o que o colaborador tem a dizer

Uma das piores formas de realizar um feedback é transformar a conversa em um monólogo cheio de críticas. A conversa precisa ser aberta ao diálogo e a sinceridade do funcionário deve ser estimulada.

O feedback é um excelente espaço para aconselhamentos e sugestões de todos os lados. É importante também que essas conversas sejam contínuas e que os assuntos anteriormente discutidos sejam debatidos novamente depois de um tempo para analisar a evolução dos temas.

* Deixe o ambiente mais leve e ofereça coffee break

 

Durante as conversas de feedback, escolha um ambiente agradável e ofereça aos funcionários algumas opções de coffee break. A iniciativa é válida tanto nas conversas individuais – entre um gestor e um funcionário – quanto nas reuniões com toda a equipe.

Esse detalhe costuma trazer mais leveza e descontração às ações, o que acaba gerando um engajamento maior. O setor de Recursos Humanos (RH) e os gestores não precisam, necessariamente, se preocupar com o coffee break. Alguns empreendimentos especializados na implantação e administração de restaurantes empresariais abrangem esse diferencial entre seus serviços adicionais.

Continue lendo

Síndrome de Burnout e o esgotamento profissional: De que forma o setor de RH pode agir?

Fortemente relacionado com o estresse do cotidiano de trabalho, Burnout requer atenção por parte dos Recursos Humanos Cumprimento de metas.…

A inclusão de pessoas com deficiência na Express Restaurantes

Apesar dos progressos observados nos últimos anos quando o assunto é a inclusão de pessoas com deficiência (PCDs), ainda há…

Express é eleita uma das 10 melhores empresas para trabalhar na Serra Gaúcha

A Express Restaurantes Empresariais foi eleita, na última segunda-feira (23/11), uma das 10 melhores empresas para trabalhar na Serra Gaúcha. …