5 motivos para terceirizar os serviços de alimentação da sua empresa

01/08/2018

Direcionar a atenção para o core business é medida obrigatória para quem visa competitividade  

 

Prática cada vez mais comum no mercado de trabalho, a terceirização dos serviços costuma trazer uma série de benefícios para as empresas. De todas as áreas possíveis para essa medida, a alimentação normalmente é a que levanta mais questionamentos, já que o assunto impacta em todos os colaboradores.

Está em dúvida se terceirizar os serviços alimentícios de sua empresa é mesmo uma boa opção? Separamos para você 5 vantagens encontradas por quem já fez essa escolha:

 

1. Diminuição de custos internos

Uma cozinha interna gera inúmeros custos para uma empresa. Entre os principais gastos, vale destacar a manutenção de utensílios e equipamentos, a compra de uniformes, os treinamentos paras as equipes, e o pagamento de encargos e benefícios. 

 

A chegada de uma cozinha terceirizada reduz esses custos internos, pois a empresa contratada tem expertise nesse ramo. Tendo o foco de suas atividades em alimentação, ela consegue negociações mais adequadas com fornecedores e ganhos expressivos em produtividade.     

 

 

2. Gestão focada no core business

O chamado core business, que nada mais é do que o negócio central de uma empresa, fica comprometido quando o empreendimento decide "abraçar" todas as atividades que a cerca. A gestão, que deveria contemplar apenas a atividade fim do negócio, se divide e passa a abranger vários temas.

 

Alimentação, segurança e limpeza são exemplos de assuntos que podem dispersar o foco principal da diretoria de uma empresa. Direcionar a atenção e os investimentos para o core business é medida obrigatória para qualquer empreendimento que deseja ser competitivo.  

 

3. Otimização do tempo dos gestores e do setor de Recursos Humanos (RH)

Por mais que os gestores e demais profissionais evitem perder tempo com assuntos que não estejam relacionados a seu trabalho principal, inevitavelmente isso ocorre quando uma companhia não terceiriza os serviços de alimentação. O setor de Recursos Humanos (RH) costuma ser o mais prejudicado, já que precisa contratar, demitir e gerenciar funcionários que não estão ligados ao ramo principal da empresa.

 

O técnico de segurança e os profissionais das áreas financeira e fiscal também ocupam parte do tempo produtivo analisando regras e tributos ligados à alimentação. Ao terceirizar esse serviço, toda essa cadeia de colaboradores otimiza sua carga horária com assuntos mais relevantes para a evolução da empresa.

 

4. Cardápio elaborado por especialistas em alimentação

Quando a alimentação das empresas não é terceirizada, normalmente são os próprios funcionários que ficam encarregados de providenciar as soluções necessárias para essa demanda. Apesar de terem excelentes intenções, eles não são especialistas nesse assunto. Logo, os lanches e demais refeições muitas vezes não são adequados para as situações e pecam tanto em sabor, quanto em nutrientes.

 

Com os serviços de alimentação terceirizados, a empresa conta com nutricionistas e técnicos com vasta experiência no ramo. A elaboração do cardápios e as receitas ganham um toque profissional. Além disso, a otimização de processos garante uma diminuição no desperdício alimentar.  

 

5. Segurança e bem-estar dos colaboradores

Ao optar pela alimentação nas imediações da empresa, os colaboradores não precisam se deslocar para outros lugares na hora das refeições. Essa medida acaba gerando uma redução no risco de acidentes de trajeto.

 

O bem-estar dos profissionais também é priorizado. Com um restaurante dentro da empresa, os colaboradores não precisam encarar o estresse e riscos do trânsito e evitam a perda de tempo registrada em deslocamentos.

 

A Express, empresa especializada na implantação e administração de restaurantes empresariais, pode te ajudar nessa importante etapa.
Clique aqui e receba o contato de um de nossos especialistas.